Carta do Mundo Livre

"Temos que libertar-nos dos nossos limites imaginários."

56,510 Assinaturas

A Carta do Mundo Livre é uma declaração de princípios que tem o potencial de optimizar a vida na Terra para todas as espécies, erradicar a pobreza e ganância, e promover o progresso.

Nem políticos nem religiosos, estes dez pequenos princípios podem formar a fundação de uma nova e mais avançada sociedade que não usa dinheiro, é livre, justa e sustentável. São baseados unicamente na Natureza, senso comum e sobrevivência.

A Carta do Mundo Livre é agora amplamente considerada uma progressão lógica dos mecanismos defeituosos da sociedade de hoje, e um passo natural na nossa evolução.

Ler e assinar a Carta

Preâmbulo

Neste ano, 2017, as nossas liberdades pessoais, o ambiente e a biodiversidade tornaram-se criticamente ameaçadas pela nossa má gestão dos recursos globais.

Este documento carta propõe dez princípios fundamentais nos quais é possível fundar toda uma nova sociedade mundial baseada na justiça, senso comum e sobrevivência. Quando seguidos, estes princípios irão concretizar a igualdade humana, minimizar o sofrimento e a injustiça, criar uma sociedade cooperativa que promove o progresso e a tecnologia, e garantir um mundo saudável, diverso e sustentável para todas as espécies.

Se concorda com esta visão, por favor registe o seu apoio tornando-se assinante e partilhando este website e os seus ideais com os seus amigos. Só com o apoio popular poderemos efectuar o tipo de mudanças necessárias para sustentar a vida na Terra a longo prazo.

Princípios

1. A maior preocupação da humanidade é o bem comum conjunto de todos os seres vivos e biosfera. Explicar

Os seres humanos, animais e plantas são todos partes inseparáveis da natureza. Nós estamos NA natureza - não fora nem acima dela. Todas as nossas espécies estão ligadas entre si e ao planeta, e dependem indirectamente umas das outras para sobreviver.

O impacto físico da humanidade no Mundo é agora tão grande que devemos proceder com sabedoria e responsabilidade. Devemos agora ter em conta as necessidades de todas as espécies e do meio ambiente, assim como as nossas, em todas as decisões.


2. A vida é preciosa em todas as suas formas, e livre de se desenvolver no bem comum conjunto.Explicar

A vida é um fenómeno incrível, e, até agora, o nosso planeta é o único sítio em que a encontramos. Isto torna-a algo muito raro e belo que deve ser estimado e respeitado.

Contudo, a vida é também alimento, e todas as espécies do nosso mundo formam uma complexa cadeia alimentar. De forma a manter esta cadeia alimentar - e assim a nossa biodiversidade e sobrevivência - devemos respeitar o bem comum conjunto de todas as espécies quando interagimos com alguma.


3. Os recursos naturais da Terra são, à nascença, um direito de todos os seus habitantes, e livres para partilhar no bem comum conjunto. Explicar

Todas os seres vivos deste planeta têm automaticamente direito a partilhar de todos os recursos naturais da Terra, e a usá-los para viver uma vida saudável e plena sem obrigações ou subordinações para com qualquer outro ser vivo.

A humanidade, devido ao tamanho da população e ao estilo de vida complexo, tem o dever em particular de não encarecer estes recursos naturais, ou de usar mais do que o razoávelmente necessário para manter uma vida feliz e plena dentro do bem comum conjunto.


4. Todo o ser humano é uma parte igual de uma comunidade mundial de humanos, e um cidadão livre da Terra.Explicar

As divisões sociais, ideológicas e fronteiriças entre povos são barreiras criadas pelo Homem que não têm qualquer base física ou natural. Tais divisões artificiais só podem ser contra-producentes para o bem estar comum e para a sobrevivência da sociedade como um todo.

As nossas semelhanças comuns são, contudo, tanto físicas quanto naturais. De uma forma geral, todos queremos e precisamos das mesmas coisas. Com cooperação universal e igualdade de acesso, todos podemos aplicar as nossas competências mais eficientemente para atingir estes objectivos comuns.


5. A nossa comunidade é fundada no espírito de cooperação e no entendimento da Natureza, proporcionados pela educação básica.Explicar

Qualquer criança que receba uma educação útil e relevante sobre os mecanismos da Natureza, do Mundo e da vida em comunidade, irá eventualmente proporcionar o melhor serviço a esse Mundo e a essa comunidade. A educação tradicional orientada para uma carreira profissional é agora uma força claramente destrutiva.

Em última análise, a educação substituirá os regulamentos, que não são mais que um sistema rudimentar de manter a ordem. Por exemplo, uma criança que realmente compreenda porque é que determinada acção não é possível está infinitamente mais bem equipada para a vida do que uma criança que apenas conhece o medo do castigo por essa acção.


6. A nossa comunidade proporciona a todos os seus membros as necessidades para uma vida saudável, plena e sustentável, livremente e sem obrigações.Explicar

A todas as pessoas deve ser garantido o maior nível de vida tecnicamente possível sem o uso de dinheiro, comércio ou endividamento. Já não existe qualquer razão lógica para isto não acontecer. Praticamente todo o sofrimento humano é causado pelo nosso sistema obsoleto de comércio.

Todas as formas de endividamento e subordinação são não só um entrave ao progresso, como são agora completamente desnecessários. Isto deve-se ao nosso controlo da tecnologia e à facilidade com que podemos produzir e manufacturar bens para uso próprio.


7. A nossa comunidade respeita os limites da Natureza e dos seus recursos, assegurando o consumo e desperdício mínimos.Explicar

Os nossos recursos são limitados ou pela quantidade absoluta ou pelo tempo que demoram a gerar e repor. Em qualquer dos casos, devemos usar os nossos recursos sabiamente de forma a preservar o seu fornecimento e o ambiente.

Para além disso, devemos minimizar a acumulação de bens raramente usados e a quantidade de lixo não reciclável. Estes têm consequências directas no nosso meio ambiente. Quanto mais conservarmos o nosso Mundo, maiores são as nossas hipóteses de sobrevivência no futuro.


8. A nossa comunidade encontra soluções e promove o progresso principalmente através da aplicação da lógica e do melhor conhecimento disponível.Explicar

Numa nova sociedade sem entraves financeiros e restrições, os maiores desafios que a humanidade enfrentará serão técnicos. Ex: Como providenciar comida, água, abrigo, energia, materiais em quantidade suficiente, e como assegurar um nível de vida alto e sustentável para toda a gente.

Contrariamente às políticas e especulação tradicionais, o método científico é um sistema robusto e comprovado de resolver estes problemas técnicos recorrendo apenas aos factos disponíveis e a lógica básica. Tem também uma referência comum em todas as culturas e idiomas.


9. A nossa comunidade reconhece o seu dever de protecção e compaixão para com membros impossibilitados de contribuir.Explicar

Pessoas que, por qualquer razão, são incapazes de olhar por si próprias ou contribuir para a sociedade, devem ser tratadas com amabilidade, compaixão e carinho pelo resto da comunidade sem obrigação.

Para além disso, como futuros contribuidores da comunidade, é vital que comuniquemos tanto conhecimento útil quanto possível às nossas crianças, de uma forma que estimule a sua criatividade, crescimento e intelecto em direcção ao progresso futuro.


10. A nossa comunidade reconhece a sua responsabilidade em manter uma biosfera diversa e sustentável de que toda a vida futura possa disfrutarExplicar

Devemos recordar que partilhamos o nosso planeta não só com outras pessoas, animais e plantas, mas também com as sementes de pessoas, animais e plantas futuros, que caminharão e crescerão aqui um dia.

Estes seres, que não têm voz nem influência hoje, têm igualmente direito à vida como nós temos. É do interesse de todas as nossas espécies deixarmos o mundo para as futuras gerações tal como o encontramos, ou melhor ainda.


Concordo

Clique se concorda...

Por favor introduza o primeiro nome.
Por favor introduza o apelido.
Por favor introduza um endereço de email válido.
Este endereço email já foi registado na Carta. Para manter a intergridade precisamos de um endereço email único para cada assinatura. Por favor use um endereço email diferente.
Por favor especifique o seu país.
Comentário demasiado longo!
ERRO!

Carta do Mundo Livre 2017. Esteja à vontade para usar qualquer conteúdo deste site.. Contacte-nos